ESPECIAL: A única mulher em uma Câmara de homens em Bom Jardim





Elivania Lima de Alcantara, a “Vania”, é a única vereadora eleita em Bom Jardim

 

Em mais de meio século de Câmara Municipal de Bom Jardim, essa já é a segunda vez que apenas uma mulher estará entre os homens, mas dessa vez é diferente, vivemos em outra época, com discursão sobre a maior participação feminina na politica, inclusive com propagandas em massa nos grandes canais de comunicação, além disso, diferente do passado, são eleitos hoje 13 representantes, a eleição de Vania Alcantara (PSC) garantiu que pelo menos uma vez feminina será ouvida no parlamento nos próximos 4 anos.

 

Além de ser a única mulher eleita, Elivania Lima de Alcântara, ou simplesmente “Vania” também é a única representante eleita na região Sul de Bom Jardim, dupla responsabilidade, fará de seu mandato um pouco mais especial que o que passou, ela foi reeleita em 2020, com 605 votos.

Entre os desafios, ela conta, está a maneira como é questionada no parlamento, lá ela diz que o tratamento é de igual para igual, com fama de “DURA”, as mulheres de Bom Jardim, ao meu ver, parece que viram nela um refugio, alguém em que possam contar, pois sua historia de vida permite falar com propriedade em alguns assuntos, pois já viveu na pele vários problemas que varias bonjardinense passam no dia a dia, o desafio de uma infância pobre na zona rural e talvez um dos piores problemas, quando foi vitima violência domestica em um de seus casamentos, ela conta que ao invés de baixar a cabeça, decidiu seguir em frente “Sempre busco me posicionar de forma firme e correta, sempre busco agir com muita transparência, quando acerto e também quando erro, nunca busquei baixar a cabeça, sempre penso em seguir em frente, e isso sempre acabar me fortalecendo” Afirma.

Em trecho do discurso da posse, Vania falou em mais igualdade. “É dever nosso lutar por mais direitos, como única mulher eleita neste parlamento, convoco aqui os homens presentes para juntos lutarmos por mais igualdade”.

O discurso tem haver com as questões do cotidiano na sociedade, inclusive na bonjardinense, não é de hoje que a falta de representatividade na Câmara faz as demandas das mulheres receberem menos importância ou prioridades, é verdade que alguns projetos chegaram a ser apresentados, como a PL que criou a secretaria da mulher, ou projeto do vereador Homero que tratou sobre proibição de contratações para quem está enquadrado na Lei da Maria da Penha, porem outra grande verdade é que elas merecem um pouco mais de atenção, e Vania sabe disso.  “Penso em fazer deste mandato um ponto de refugio, defendendo a bandeiras das mulheres, criando leis e projetos, assim como todos pensam, eu também vejo dessa forma, será um mandato diferente, pois a prefeita também é uma mulher e juntas vamos buscar mais conquistas para as bonjardinenses” Disse em nossa conversa informal.

Apesar de toda a confiança, Vania Alcântara vê a necessidade da Câmara Municipal de Bom Jardim e todos os espaços de representação política terem mais participação feminina, o que ela afirma que será outra pauta para discutir neste novo mandato “Afinal, nós somos metade da população” Justifica.

Ela toma posse neste dia 1 de janeiro de 2021, e como disse anteriormente, ela se juntará aos 12 homens que completam o parlamento bonjardinense.

Por Rafael Gonçalves, Jornalista . Reg. 1448/MA

www.obomja.com

Fechar Menu