CAEMA DESCUMPRE DECISÃO JUDICIAL E MUTIRÃO CONTINUA SEM ÁGUA





torneirinha_1
Mutirão continua sem água na torneira.

Uma decisão judicial proferida pelo Juiz Rafael Leite Guedes, da comarca de Bom Jardim no dia 20/10/2016, determinou que a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão “CAEMA”  promovesse o imediato abastecimento de água potável à comunidade do Bairro Mutirão, por meio de carro pipa e também que adotasse as medidas necessárias para a perfuração de um poço artesiano na comunidade.

A ação foi movida pela Associação de Moradores do Bairro Mutirão Unidos Venceremos, com pedido de tutela de urgência, formulado pela Procuradoria do Município e Ministério Público. De acordo com a decisão judicial, a CAEMA deveria em 24 horas, abastecer as residências com um carro pipa 04 vezes ao dia. E no prazo de 60 dias, perfurar um poço artesiano para aquela comunidade. Más ocorre que até o momento a decisão não foi cumprida pela CAEMA e os moradores continuam sem água.

Diante da não manifestação da CAEMA, e da situação de calamidade pública, a Associação de Moradores, recorre mais uma vez à justiça, para informar ao Magistrado, o descumprimento da decisão, na expectativa de que novas providencias judiciais sejam tomadas, como por exemplo, a aplicação de multas, previstas em decisão anterior, de R$ 30.000,00(Trinta Mil reais) diários, pelo não abastecimento por carro pipa. E caso a empresa não perfure um poço artesiano até o dia 20 de Dezembro de 2016, também está prevista, uma multa de R$ 200.000,00(Duzentos Mil Reais)

Após um mês da decisão, e sem providência alguma por parte da CAEMA, a comunidade do Bairro Mutirão padece a falta do precioso líquido, sujeitando-se a condições sub-humanas, carregando água todos os dias em locais distantes, o que tem tornado o dia-a-dia da comunidade ainda mais difícil.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Associação de Moradores do Bairro Mutirão Unidos Venceremos.

Fechar Menu